Carta para uma empreendedora que se sente cansada

Primeiro vem cá, me dá um abraço, sei que empreender não é fácil – e que é ainda mais complicado sendo mulher nesse mundo tão espinhoso pra gente.

Sei que é desgastante trabalhar tanto, dar tanto de si, e no final, ter a sensação de não sair do lugar.

Não ter espaço no orçamento ou no dia para um agrado para você mesma, um respiro.

Pior é ter sempre a sensação de que está devendo algo a alguém – seja uma resposta no WhatsApp, um trabalho ou até dinheiro mesmo.

Parece que nunca sobra e não é possível fazer um plano a longo prazo, porque… o dinheiro nunca dá.

Seria injusto da minha parte dizer que é tranquilo reverter essa situação e que basta você ter mais disciplina.

A verdade é que ninguém parou para nos ensinar como fazer o nosso negócio dar dinheiro ou como nos organizar com o orçamento para fazer  funcionar. E depois que tudo está enrolado, é preciso coragem e um tanto de clareza para se organizar novamente.

Mas o que posso te dizer é que, sim, depois de alguns meses tendo ainda mais trabalho e sendo preciso olhar para números depois de um dia longo de expediente, dá para você achar a ponta solta desse novelo e ir enrolando de novo, organizando aos poucos.

Confesso que em um primeiro momento vai parecer que tudo piorou, o dinheiro sumiu de vez e a conta nunca vai fechar, mas confia em mim, vai!

Com clareza, paciência e fôlego as peças vão se juntando e essa sensação de estar sempre contando as moedas vai sumindo.

Primeiro você descobre para onde está indo o seu dinheiro, depois entende o quanto pode realmente gastar – e talvez esse valor pareça muito menor do que o quanto você precisa agora, mas você começa a entender também, o que é prioridade para você e até o que precisa fazer para melhorar a sua qualidade de vida.

Porque essa qualidade de vida não é só sobre poder gastar mais. Mas sobre ter clareza do que é prioridade para você, tranquilidade de saber que está fazendo o necessário e o possível na direção certa, é ter tempo para cada coisa, e não ficar sempre olhando para o que falta – é saber agora, nesse momento, que isso é o que você tem e isso outro é o que você pode fazer para melhorar.

Já aviso que o caminho é um tanto longo e menos reto do que pode parecer – mas nada paga a clareza e a certeza de estar na direção certa. E esse caminho está cheio de gente legal demais, fazendo o seu possível e necessário.

Um abraço,
Larissa Brito

Se você se sente cansada e precisa de um direcionamento para entender os números do seu negócio além da nossa consultoria empresarial, te convido à conhecer o Finanças para Pequenos Negócios, uma mentoria em grupo desenhada para que você possa colocar a mão na massa e organizar o financeiro do seu negócio de forma simples e prática para seguir se desenvolvendo. Clique aqui para saber mais!

Larissa Brito

Planejadora Financeira na Papo de Valor, é apaixonada por gestão financeira e acredita que isso fala mais de pessoas do que de números. Com foco em autônomos e empresas, sonha com que cada negócio leve o seu máximo potencial para o mundo, trazendo retorno financeiro, é claro!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.