Papo de Valor

É seguro deixar meu dinheiro em banco digital?

Essa é uma pergunta que tem surgido muito nos últimos tempos. Como não existe uma “resposta pronta”, convido vocês à leitura deste texto para que cada um chegue à sua própria conclusão.

Em primeiro lugar, em termos de segurança, qual é a diferença entre um banco digital e um banco comum?

Os Bancos Digitais e fintechs, assim como os bancos tradicionais, precisam seguir uma série de regulamentações estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e são fiscalizados pelo Banco Central do Brasil (Bacen). Portanto, os dois tipos de instituições são regulados e fiscalizados pelos mesmos órgãos.

E é interessante destacar que várias medidas têm sido desenvolvidas nos últimos anos com o objetivo de trazer mais segurança para este “ambiente on-line”. Um exemplo é a Resolução nº 4658 anunciada pelo Bacen em abril de 2018 indicando novas regras relacionadas à segurança cibernética.

Ótimo, agora que entendemos que as regras desses dois tipos de instituições não são tão distintas, vem a pergunta:

Mas e se meu banco quebrar (seja ele digital ou não), o que acontece?

Vários investimento contam com a garantida do Fundo Garantidor de Crédito até determinando limite (e se você não sabe o que é o FGC, clique neste link aqui).

Mas e se eu não quiser contar com o FGC? Como avaliar a saúde do meu banco?

Há uma série de indicadores que poderíamos usar para avaliar a saúde financeira dos bancos. Acessando ao Banco Data é possível conferir o panorama geral de cada uma das instituições financeiras pesquisadas. Usando de exemplo o Banco Inter, quando realizamos a pesquisa encontramos algo mais ou menos assim:

Entre as informações disponibilizadas, segue alguns dados sobre o que cada uma representa:

HISTÓRICO DO LUCRO LÍQUIDO

O lucro líquido é a soma dos resultados operacional e não operacional da instituição após o desconto de impostos e participação nos lucros. É a diferença entre o que foi arrecadado e o que foi gasto para manter o funcionamento da instituição. É um sinal preocupante quando, ano após ano, o banco passa a apresentar lucro líquido negativo.

ÍNDICE DE BASILEIA

Este índice mede a proporção entre o dinheiro que é do próprio banco e o capital dos investidores. Como assim? Bom, vamos lembrar que os bancos captam recursos financeiros de investidores e emprestam dinheiro para pessoas físicas e jurídicas. Algo nesse modelo:

A resposta que o Índice Basileia dá é: do total do dinheiro que está emprestado, quanto pertence aos acionistas do banco? A recomendação internacional é que os bancos operem com um Índice de Basileia mínimo de 8%, ou seja, se os bancos levassem calote de 100 reais, 8 reais seriam pagos pelos sócios e 92 reais pelos investidores e correntistas. Portanto, quanto maior é o Índice Basileia, mais seguro está o investidor.

Até 2019 o Brasil era ainda mais rigoroso, mantendo o índice mínimo em 11%. Depois dessa data, porém, a norma passou a ser conforme padrões internacionais, em 8%.

ÍNDICE DE IMOBILIZAÇÃO

Este é um indicador contábil que avalia empresas de maneira geral. A análise trazida é sobre: quanto do dinheiro da empresa está investido no ativo permanente. Assim verificamos a liquidez do patrimônio líquido e quanto maior for o índice de imobilização, mais a empresa depende de capital de terceiros ou financiamentos para o seu capital de giro. Portanto, para o investidor é interessante que o Índice de Imobilização seja baixo. O índice máximo tolerado pelo Banco Central do Brasil é 50%.

Se este texto te trouxe a sensação de que ainda tem muito a aprender, sugiro que clique aqui para conhecer o conteúdo do curso START: Reserva Financeira, oferecido pela Papo de Valor. O curso traz, com uma linguagem bastante didática e acessível, uma introdução ao mercado financeiro.

Como eu já disse lá no começo do texto não existe resposta pronta. O que existem são índices a serem avaliados e comparados. Minha sugestão é: entre no link do Banco Data e faça uma pesquisa comparando diversas instituições financeiras com as que você mantém dinheiro guardado. Assim fica mais fácil entender se o seu dinheiro está em um lugar relativamente seguro ou não.

E caso tenham dúvidas, já sabem, é só deixar aqui nos comentários.

Lorena Pires

Consultora Financeira Pessoal da Papo de Valor. Acredita que por mais “exata” que seja a matemática, nem tudo são números. Atuar ajudando pessoas a se organizar financeiramente – e consequentemente colaborar para que tenham uma vida mais livre – é seu principal propósito.

1 comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Clique para saber mais sobre a consultoria