O que fazer com o 13º salário?

Longe de mim querer te dizer o que você deveria fazer com o seu dinheiro. Mas, se me permite dar uma sugestão, use essa folguinha para ter uma boa noite de sono.

Você já experimentou uma noite mal dormida? Então, você sabe muito bem do que eu estou falando.

No outro dia, o corpo parece ter sido atropelado por uma manada de elefantes. A cada piscada, as pálpebras movimentam-se como se estivessem pesando uma tonelada. A paciência vira uma coisinha tão minguada que tudo é motivo de grande irritação. Sem falar no raciocínio, que fica tão veloz quanto uma animada corrida de tartarugas. E, gente, vamos combinar, é quase impossível conseguir tomar decisão sem um repouso digno. Principalmente decisões financeiras.

O fato é, entre as várias razões que pode levar alguém a passar uma noite em claro, pra mim, a preocupação financeira é, sem dúvida, a principal responsável pelo desassossego de muita gente. É por isso que a minha sugestão é: Use esse dinheiro para garantir noites tranquilas.

Como garantir noites tranquilas?

Uma sugestão, é que você use esse recurso para começar a formar a sua reserva financeira, que é aquele colchão de segurança para recorrer caso aconteça alguma situação imprevista, uma necessidade de saúde, uma interrupção da renda, ou até mesmo, para aproveitar uma grande oportunidade. Eu não canso de dizer o quanto a reserva financeira traz tranquilidade. Quanto mais cedo você começar a construir essa camada, mais segurança você terá para alçar voos maiores. Temos um curso para te ajudar nessa etapa: Clica aqui.

Outra possibilidade para descansar a mente e dormir igual um bebezinho, é usar a renda extra para começar a traçar o seu plano de quitação de dívidas. Normalmente, quando estamos endividado, a restrição financeira provoca um estado de alerta, sobrecarregando a nossa capacidade cognitiva, impossibilitando que a gente lide com a situação de maneira mais estratégica. Então, aproveita a margem financeira, para começar a relacionar as suas dívidas, as suas despesas, pensar em ajuste do seu padrão de vida, tentar uma quitação antecipada e/ou uma renegociação com as instituições financeiras de forma que as parcelas caibam no seu orçamento mensal.

Agora, se você já tem um planejamento financeiro, aproveita o complemento para se aproximar ainda mais da realização dos seus projetos. Afinal, se você traçou a sua rota, poderá usar esse recurso como um catalizador dos seus sonhos.

Mas, se você ainda não tem um planejamento financeiro, deixo aqui o meu convite para que, junto com o 13º, você comece a pensar sobre formas de incluir a inteligência financeira na sua rotina. E eu posso te ajudar. Clica aqui para saber mais.

Digo por experiência própria, a tranquilidade de saber que o seu dinheiro está sendo direcionando para o lugar certo, garante boas noites de sono.

Keylla Santos

Consultora Financeira Pessoal da Papo de Valor. Acredita que a Educação Financeira proporciona autonomia e liberdade. Por isso, ajuda as pessoas a se organizarem financeiramente de forma simples e conectadas com os seus objetivos e planos de vida.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.