Você está feliz com as suas escolhas financeiras?

Antes de começar esse texto, quero te fazer uma pergunta sincera: as suas escolhas financeiras estão baseadas no que você quer ou está apenas deixando a vida levar?

É bem comum durante as reuniões da consultoria ouvir dos clientes frases como: “Nossa Lueny, que vergonha dessa fatura do cartão! Eu não queria estar gastando tudo isso com alimentação ou com compras”.

E sempre que escuto essas frases fico pensando nas motivações que as fizeram comentar isso.

Seria o medo de um possível julgamento que eu possa fazer? Ou uma vontade de mudança, mas dificuldade no momento da execução, já que as emoções acabam falando mais alto em diversos momentos?

Um fato é: a vida que vivemos hoje é uma loucura! O tempo passa tão rápido que parar para planejar não parece ser a melhor opção.

O equilíbrio entre o que todo mundo faz e o que você quer fazer

Já parou pra pensar em todas as vezes que você se cobra por não ter o celular legal?

Por não fazer aquela viagem que o seu amigo faz todos os anos?

Por não estar com a roupa que acabou de lançar?

Confesso que por diversas vezes me senti um extraterrestre por não ligar pra isso, já que todos os meus amigos ligavam.

Antes era muito fácil saber o que era prioridade para mim e fazer as minhas escolhas financeiras sem ligar pra opinião dos outros. Porém, ultimamente isso tem sido bem desafiador por aqui.

Com tantas opções e possibilidades, quando paro para pensar na minha relação com o dinheiro naquela época, enxergo que não era nada saudável!

Só pensava em guardar grande parte do que eu recebia e essa era minha única prioridade. Em contrapartida, muitas vezes deixava de fazer coisas que eu até queria.

Não estou aqui pra culpar a sociedade pelas cobranças, mas sim para assumir e lembrar que a responsabilidade sempre será minha, sua, nossa!

Preste atenção nas suas escolhas financeiras

Sair do modo automático é bem importante para perceber o porquê estar agindo assim. Um exemplo é que quando não estou feliz com as minhas escolhas financeiras ou quando compro algo que não era de verdade uma prioridade (sim, isso acontece no mundo das planejadoras também haha), sempre paro e lembro do que me deixa feliz.

Isso me ajuda – e muito! –  a voltar para os trilhos e direcionar o meu dinheiro para aquilo que realmente quero.

Se você não tem visto pra onde vai o seu dinheiro, por que não parar (mesmo que só por alguns minutos) e olhar pra isso?

Sério, tente fazer esse exercício de entender como está a sua situação e pensar em novos movimentos para mudar o que te incomoda.

Se sente que gasta muito com coisas “fúteis” – e aqui vai uma grande aspas, porque é importante lembrar que se é prioridade pra você, não é fútil! Você só precisa ter consciência disso – por que não definir pra onde você quer que o seu dinheiro vá e que te faria sentir mais realizada?

Sabe aquela história de “Ah, eu preciso guardar dinheiro porque me disseram que é importante”?

O que acha de mudar para: eu vou guardar dinheiro porque quero fazer essa viagem, quero ter uma aposentadoria tranquila ou quero comprar o meu imóvel próprio.

Porque no fundo, o que você quer na verdade é ter dinheiro pra realizar os seus sonhos e isso deveria ser a coisa mais importante dentro do seu orçamento.

Gostou desse artigo? Aproveite para compartilhar nas suas redes sociais e com amigos que podem se beneficiar dessa reflexão!

Lueny Santos

Formada em engenharia civil, adorava os desafios diários da profissão mas não conseguia me sentir realizada. Sempre fui movida por ajudar as pessoas. A consultoria financeira me proporcionou unir a paixão por números e finanças com a missão de impactar vidas. Hoje cada cliente é um novo desafio e a vida mais feliz!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.