Livro caixa e carnê leão: o que é e como funciona

Apesar do assunto não ser novo, sabemos que depois da última reforma trabalhista muitas coisas em relação a forma de trabalho vem mudando. Do meu ponto de vista a pandemia acelerou a flexibilização do horário de trabalho e pessoas passaram a trabalhar de casa.

E com isso, o trabalho informal, os freelas e tudo que envolve diferentes formas de trabalho para além da CLT vem ganhando força no Brasil. Por isso é muito importante que você saiba suas obrigações fiscais para não ter preocupações futuras quanto à prestação de contas.

Normalmente ouvimos falar mais da declaração de ajuste anual, aquela que fazemos no início do ano, mas a forma correta de recolhimento do imposto para quem não tem desconto na fonte é feita mensalmente via o carnê leão.

Se em algum momento você ficou em dúvida sobre o que era, saiba que essa é uma forma de recolhimento mensal de imposto de renda de pessoas físicas do Brasil.

Principais dúvidas sobre o carnê leão

Abaixo listei algumas dúvidas que podem acontecer quando o assunto é carnê leão ou livro caixa! Confira.

1 – Carnê leão e livro caixa são a mesma coisa?

Não, o livro caixa é o onde são registradas, mensalmente e em ordem cronológica, todas as receitas e despesas relativas à atividade do autônomo ou de uma empresa. Para isso é necessário ter notas e comprovantes das despesas e devem ser observadas as exigências da Receita Federal, além de ser necessário guardar os documentos.

Neste artigo vamos focar apenas na necessidade do livro caixa e o seu uso no carnê leão, ou seja, na necessidade do livro caixa para o profissional liberal ou autônomo. Hoje a Receita Federal já disponibiliza um programa para escrituração do carnê leão online e depois facilita a conexão entre eles.

2 – Qual a importância de ter um livro-caixa?

Além de um melhor controle dos fluxos financeiros da sua atividade profissional, o livro caixa te permite deduzir da receita algumas despesas e chegar ao lucro da sua atividade. Isso pode ajudar a diminuir sua base tributária, o que significa pagar menos impostos.

4 – O que precisa constar nesse documento?

No livro caixa é fundamental registrar todos os recebimentos em dinheiro, transferências ou cartões e todas as despesas, como: água, energia elétrica, telefonia, materiais de escritório, materiais de trabalho e outras necessidades que a atividade tenha.

Importante: as despesas não devem ultrapassar as receitas. Se isso acontecer, o que exceder pode ser somado aos meses seguintes, até dezembro do mesmo ano, não podendo ir para um próximo ano.

5 – O que acontece caso eu não tenha? É algo obrigatório?

Todos os profissionais que optam por atuar como pessoa física e recebem mais de R$1998 por mês precisam preencher o carnê leão.

Dentistas, médicos, psicólogos, arquitetos, engenheiros e corretores são os profissionais que comumente atuam assim. Esses profissionais devem emitir recibos baseados em seu CPF.

É importante que você aproveite os benefícios fiscais passíveis de dedução, declare suas receitas para ficar em dia com a Receita federal e ainda tenha maior controle do que acontece em sua atividade.

Lembre-se que para muitos autônomos um estudo fiscal pode ser interessante e pode reduzir de forma lícita os impostos que você deverá pagar mensalmente.

Se quiser entender um pouco mais sobre o assunto, marque uma conversa individual, sem compromisso, com uma de nossas planejadoras e entenda um pouco mais sobre esse assunto.

Para entender um pouco mais sobre o livro caixa recomendo essa seleção do perguntas no site da própria Receita Federal do Brasil

Jacqueline Ramos

Sou sonhadora e apaixonada por tudo o que me ajuda a realizar sonhos. Como economista descobri nas finanças um mundo muito vasto que pode começar com números, mas sempre diz mais sobre vidas.
Hoje sou planejadora financeira na Papo de Valor que potencializa ainda mais meu propósito de tornar pessoas reais protagonistas da sua história tornando seus sonhos em realidade.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.