Papo de Valor

5 perguntas pra se fazer antes de contratar um financiamento imobiliário

Durante as consultorias, sempre ressaltamos aos clientes a importância de não agir somente com a emoção na hora de tomar decisões financeiras. Quando falamos do tão sonhado imóvel próprio poucas pessoas olham para tudo que envolve um financiamento imobiliário antes de fazer um.

Parte desse cenário é retratado no filme A Grande Aposta de Adam McKay, que conta a trama dos gestores de fundos americanos que, ao contrário dos bancos, acreditavam na bolha financeira. Eles perceberam que quando os títulos hipotecários começassem a vencer as pessoas não conseguiriam pagar devido suas altas taxas variáveis e a bolha estouraria. Foi pensando em ajudar você na tomada de decisão que resolvemos montar esse checklist com 5 perguntas pra você fazer antes de adquirir um imóvel por financiamento.

1) Você tem consciência de que um financiamento é uma dívida antes de ser um imóvel?

Vale a pena lembrar que o imóvel financiado não é seu até que você termine de pagar todas as parcelas. Ele é do banco. Na verdade, você está adquirindo uma dívida agora para ter um apartamento daqui 20/30 anos.

2) Será que esse é o momento de assumir uma parcela?

Muitas vezes esse é o único fator analisado em um financiamento imobiliário: o valor da parcela. “Se cabe no meu bolso eu posso pagar!”

Mas você já parou pra refletir se faz sentido pra você? Se é a melhor decisão para o momento que está vivendo?

Como vai pagar as parcelas se a sua renda mudar nos próximos 20 ou 30 anos? E se você decidir fazer uma transição de carreira? E se for demitido? E se o seu mercado entrar em crise? E se você receber uma proposta para trabalhar em outro estado?

3) Ele atende a família que você quer constituir?

Já parou pra pensar por quanto tempo você pretender ficar nesse imóvel?

Não faz sentido realizar uma transação financeira tão alta como essa e daqui dois anos precisar mudar novamente porque decidiu ter filhos e o apartamento de 2 quartos não é suficiente. A cada movimento de compra e venda entram custos de corretor imobiliário, impostos, cartórios, mudanças e possíveis reformas. Comprar um imóvel agora para ter que trocá-lo em menos de 5 anos pode ser um prejuízo enorme.

A verdade é que no começo da vida você provavelmente não precisa de um apartamento de cinco quartos. Mas depois, com seus 4 filhos maiores e precisando de um escritório em casa, essa característica pode ser importante.

Em outro ponto, será que faz sentido comprar um imóvel muito grande para você e seu companheiro, aumentando seus gastos mensais necessidade? Mesmo que o imóvel seja um sonho de vida. Reflita se agora é o momento para adquiri-lo.

4) O imóvel vai te dar essa segurança que você imagina?

Normalmente, as pessoas relacionam comprar um imóvel à segurança, mas já pensou a liberdade que você teria morando de aluguel? Poderia mudar de cidade por causa do trabalho ou de bairro pra facilitar no deslocamento das crianças para a escola.

Eu sei que você pode estar pensando que é um saco fazer mudanças, e eu também acho. Mas é sim uma liberdade. Você pode ajustar o lugar que você mora conforme as suas necessidades, sem estar preso a um financiamento, que emocionalmente limite as suas decisões.

A necessidade de uma mudança pode não ser apenas geográfica, mas também estratégica para redução de custos e assim viabilizar uma transição de carreira que você tanto quer.

5) Os juros do financiamento é o destino que você prefere para o seu dinheiro?

E por fim, mas não menos importante, é importante analisar os juros que você vai pagar ao final de todo o processo. Pode até ser que a parcela caiba no seu bolso, o imóvel pode até estar de acordo com o tamanho da sua família e ser no seu bairro preferido da cidade. Mas você fez as contas e tem consciência da taxa de juros que vai pagar? Ou melhor, do valor total de juros que você vai pagar após o financiamento acabar e finalmente o imóvel ser seu?

Se o valor encontrado depois de todas as contas não te incomodar, ótimo! Você pode estar de fato preparado para fazer o financiamento do seu imóvel.

Normalmente essas decisões são tomadas de forma emocional e por puro imediatismo. Não sabemos plantar para depois colher, planejar os passos que queremos dar ao longo da vida e fazer um planejamento financeiro pra isso.

Um dia te disseram que você nunca poderia adquirir alguma coisa se não fosse parcelado e você tem isso como verdade. Eu estou aqui pra te contar que você pode sim. Tá tudo bem querer ter o imóvel próprio, mesmo sabendo que no seu caso ele pode não valer tanto a pena financeiramente. O que propomos é: faça isso de forma consciente.

Se você tem esse sonho, refletiu sobre todas essas perguntas, não quer esperar mais tempo, sabe exatamente o que vai pagar de juros por essa decisão e mesmo assim decidir que quer fazer seu financiamento imobiliário: tá tudo bem também. Já ficamos felizes porque você conhece as consequências do que está fazendo, sabe o que pode impactar e assumiu o comando da sua vida. Desejamos boa sorte!

E se você precisa de ajuda para fazer essa avaliação ou para traçar um planejamento financeiro para adquirir o seu imóvel próprio, entra em contato com a gente por aqui, que te explicamos como podemos te auxiliar!

Pra quem já tem um financiamento imobiliário, você já ouviu falar em portabilidade de crédito? A Vívian escreveu um artigo com as 8 principais dúvidas sobre portabilidade de crédito e financiamento imobiliário, que vale a pena dar uma olhada!

Lueny Santos

Formada em engenharia civil, adorava os desafios diários da profissão mas não conseguia me sentir realizada. Sempre fui movida por ajudar as pessoas. A consultoria financeira me proporcionou unir a paixão por números e finanças com a missão de impactar vidas. Hoje cada cliente é um novo desafio e a vida mais feliz!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Clique para saber mais sobre a consultoria